O que é ?

Importante metodologia mundialmente utilizada, tanto em meios empresariais como no aspecto de desenvolvimento pessoal e profissional.

Há quem afirme que o primeiro coach conhecido pela humanidade, teria sido o filósofo grego Sócrates. Mais do que ensinar, ele ajudava os seus discípulos a aprender. A conversação de coaching baseia-se na maiêutica de Sócrates – ajudar as pessoas a extrair conclusões próprias sobre os diferentes assuntos que debatiam. Sócrates dizia "Eu não posso ensinar nada, só posso ajudar-lhe a buscar o conhecimento dentro de você mesmo, o qual é muito melhor que transpassar minha pouca sabedoria”.

Desta forma, facilmente se entende o processo de coaching, como a tarefa de ajudar uma pessoa a obter respostas para os seus desafios e a extrair, de si próprio, todo o potencial de desenvolvimento e liderança.

Quais os princípios do coaching?

Os três princípios básicos do coaching, citados por Whitmore (2010), a consciência permite-nos chegar onde realmente queremos chegar, a autoconfiança proporciona-nos o valor e autoestima suficientes para saber que podemos fazê-lo e, finalmente, a responsabilidade oferece-nos a motivação e perseverança necessárias para o conseguirmos.

Lembre-se: Os princípios do coaching relacionam-se com consciência, a autoconfiança e responsabilidade.

O coaching não pode ser confudido com mentoring, Counselling, terapia, consultoria, treinamento.

Então vem a pertunga: Para que Coaching?

  • Para aprender a gerir equipes e os conflitos que se produzem na organização.
  • Para melhorar o rendimento e potencializar a execução de um projeto.
  • Para aprender a motivar, motivar-se, formular objetivos e planos de ação adequados.
  • Para fluir as mudanças de cultura de um setor.

Ao consultar, na internet, certamente irá encontrar outros benefícios e comprovações do coaching.

Quem procura Coaching? Quem precisa de Coaching?

Vários são as situações onde a aplicação do coaching. Além de melhorar a capacidade de liderarança, também permite ajuda em fases críticas de transição de carreria, problemas pessoais, aumento e reduação no quadro de pessoal, problemas de comunicação ou entendimento em projetos, enfim são várias as possbilidades.

Como funciona?

Algumas situações podem ser resolvidas com a aplicação do coaching – por exemplo, quando se precisa fazer o alinhamento das lideranças com o planejamento estratégico.

O coaching pode ser feito individualmente, por departamento, ou aplicado em níveis hierárquicos.

Quais são os benefícios do Coaching?

O coachig propicia e promove alterações no clima da área, da empresa. Traz estimulo e motivação aos recursos humanos. Com isso aumenta a produtividade, importante para a entrada e implantação de novos, processos, desenvlviemnto de produtos, etc.

Em tempos de crise

Há de se ressaltar que não é fácil protagonizar um processo de mudança, afinal é sempre mais cômodo esperar que alguém decida por você. No momento cruel das pressões e desemprego no Brasil, muitos profissionais são incapazes de tomar as rédeas de suas próprias carreiras.

Fazer a autogestão da sua carreira não é mais uma opção. É o profissional que tem que promover qualquer mudança em sua carreira - você é “obrigado” a ser protagonista, a criar seu networking, a preocupar-se com seu desenvolvimento. Isto nada mais é do que o conceito de empregabilidade (assunto para outro artigo).

Por: Leidiane Oliveira e Kátia Duarte Magalhães

Referencial/Fonte:

ANDERSON, Merrill C. Executive Briefing: Case Study on the Return on Investment of Executive Coaching. London: MetrixGlobal, LLC, November 2, 2001.

BLOCH, Vick; Mendes, João; Luiz Visconte. Coaching Executivo: uma questão de atitude. Elsevier 2012.

FÓRUM DE COACHING EXECUTIVO. Manual do Coaching Executivo: princípios e diretrizes para uma parceria de Coaching bem sucedida. s.l. TECF, 2008. Disponível em: http://www.theexecutivecoachingforum.com/docs/default-document-library/executive-coaching-manual-brasilian.pdf?sfvrsn=0. Acesso em: abr. 2016.

WHITMORE J. Coaching para Performance: Aprimorando Pessoas, Desempenhos e Resultados Competências Pessoais para Profissionais. Rio de Janeiro: Qualytimark, 2010.