As empresas estão exigentes, procurando por pessoas dinâmicas, quase completas. Para ser um profissional de sucesso não basta cumprir apenas os requisitos técnicos é preciso oferecer algo mais

Vivemos em um mundo em plena transformação no qual o passado, o presente e o futuro nunca estiveram tão próximos. É a era da informação, da tecnologia e do conhecimento. Nessa fase, o profissional de sucesso deve fazer uma reciclagem diária sobre seus conhecimentos e sobre as suas funções dentro de uma empresa, assim como uma reciclagem interior.

Viver em tempos como estes exigem do profissional o seu melhor. Esmerar-se em suas atividades, adquirir novos conhecimentos, aprimorar-se, cuidar do visual, da saúde, e zelar por sua idoneidade são algumas características que ele deve possuir, para fazer a diferença.

As empresas estão cada vez mais exigentes em relação aos seus colaboradores, procurando por pessoas dinâmicas, quase completas. Hoje em dia, não basta cumprir os requisitos técnicos para determinada função, e um bom profissional deve oferecer algo mais. Neste momento tão decisivo, o fator comportamental definirá a sua permanência ou não no mercado de trabalho.

Portanto, conseguir uma vaga no mercado de trabalho e, principalmente, continuar nela exige que o profissional conheça todas essas características e as pratique no seu dia a dia. As vantagens de uma boa postura e do profissionalismo são inúmeras e o colaborador só tem a ganhar. Entre os ganhos, citam-se: o reconhecimento remunerado por prestação de serviços, o crescimento vertical e, ainda, ter seus méritos reconhecidos no ambiente de trabalho.

Mas, afinal, o que é preciso praticar para ser um bom profissional? Perguntam muitos. A resposta é simples: para ser um bom profissional é preciso ser confiável, seguro, proativo, diligente, um grande líder e um ótimo discípulo, diz Jeff Haden, colunista da revista Inc. Para ser um empregado realmente indispensável, segundo ele, é preciso um pouco mais. É necessário que o profissional tenha os quesitos abaixo enumerados.

  1. Afinidade com a empresa - Partilha os objetivos da empresa, e por isso sente que os sucessos da empresa são os seus próprios sucessos;
  2. Ambição - Um bom profissional ambiciona ir mais além na sua atividade;
  3. Automotivação - Não espera estímulos externos para desenvolver a sua atividade. Não necessita de motivação contínua;
  4. Autonomia - Tem iniciativa própria; não espera que as coisas aconteçam. Para além disso, planeja as suas atividades;
  5. Comunicação - Um bom profissional sabe exprimir as suas ideias. Tem a capacidade de se fazer entender;
  6. Cumprimento de objetivos - Estabelece e compromete-se com objetivos, e faz tudo o que pode para cumpri-los. É orientado para os resultados;
  7. Flexibilidade - Procura adaptar-se a mudanças, que encara como oportunidades, e não como ameaças. Está aberto a desafios;
  8. Inovação - Procura apresentar novas ideias. Procura ser criativo e encontrar novos métodos de trabalho;
  9. Integração - Procura integrar-se no espírito da empresa, procura assimilar a cultura e valores da mesma;
  10. Trabalho em equipe - Gosta de trabalhar em equipe. Não se importa de ajudar os outros (embora não descuide de seu trabalho);
  11. Sabe gerenciar o tempo - Define prioridades, e não "perde" o seu tempo com questões pouco importantes